Desocupados que passaram por aqui

sexta-feira, agosto 12, 2011

Arrested Development : como uma boa comédia deve ser


De uns tempos pra cá eu comecei a assistir muitas séries. Fossem na TV, na internet, DVDs... Comecei a consumi-lás em massa.

Mais da metade das séries que eu estava assistindo eram comédias. E isso começou a criar um problema.
Como volta e meia eu parava pra assisti o Warner Channel, passei a acompanhar “The Big Bang Theory”, “Two and a Half Men”, e até “Friends”. Mas não é uma boa ficar assistindo comédias da Warner. Por um grande motivo:


Laugh track.

Sabe.. Aquelas risadas de fundo.




Eu nunca tive nada muito contra esse tipo de coisa, mas chegou um momento (depois de assistir pela quinta vez o mesmo episódio de “TaaHM”) que comecei a ficar enjoado dessas risadinhas.

Eu me sinto como se os produtores não confiassem na minha capacidade de entender uma piada, e por isso colocam essas faixas para eu saber a hora de rir. E o pior que sem as laugh tracks, 90% do programa fica extremamente sem-graça.

Então por um longo tempo vaguei por aí sem encontrar uma boa série de comédia.

Eis que, surgida dos confins do universo (a.k.a. a lista de séries favoritas de uma amiga minha) veio a dica de “Arrested Development”.

E como é essa série?


A história gira em torno dos Bluth, uma família rica dona de uma grande empresa... Que não dura muito.

Acontece que o patriarca da família, George Sr., é preso por fraudes (e, por que não, traição leve ao país) deixando tanto a empresa quanto seus familiares a beira da falência.

Graças a isso, Michael, o único membro da familia com um senso de certo/errado, resolve assumir a empresa e tentar colocar as coisas nos eixos. Mesmo que a instantes atrás ele planejasse fugir e abandonar sua família, que consiste em:


George Sr: o patriarca, corrupto, mulherengo, manipulador.


Lucille: a mãe, manipuladora (pré-requisito para ser um Bluth), alcólotra, racista, esnobe









Michael: o poço de dignidade da família, mas que mesmo assim tem suas falhas (controlador, levemente egocêntrico)










George Michael: filho de Michael, que é.. bem.. O Michael Cera (sendo assim nem é necessário explicar como ele é.. já que todos os personagens do Cera são a mesma coisa)*






Lindsay: irmã gêmea de Michael, levemente alcólatra, com baixa auto estima, e que faz qualquer coisa pra contrariar sua familia (inclusive casar com um fracassado)

Tobias: marido da Lindsay, que fracassou em todas as profissões que teve (médico, psiquiatra, músico,..) e tenta se enganar que um dia vai ser um ator

Maeby: filha de Linsay e Tobias, rebelde, e por quem George Michael tem uma tremenda queda





Gob: irmão mais velho de Michael, um mágico (que nunca consegue fazer um truque certo), mulherengo, exagerado... A ovelha negra da família



Buster: o caçula, mimado ao extremo pela Lucille, com ataques de pânico e uma mente de uma criança.






Esse é o elenco base da série, mas de vez em quando aparecem diversos coadjuvantes tão bons quanto eles. Como por exemplo uma rápida aparição do mágico rival do Gob (interpretado pelo Ben Stiller). Praticamente todos os personagens são bem aproveitados e contribuem para a história e para a comédia.

A relação tanto dos Bluth entre si, quanto com as outras pessoas geram boas risadas, principalmente o contraste entre Michael, sempre sério e centrado, com Gob, sempre exagerado e caótico.

Geralmente todos os episódios giram em torno das tentativas de Michael de conseguir juntar provas para inocentar seu pai (ou provar sua culpa), enquanto tenta controlar sua desajustada família. Mas a cada episódio um novo elemento vai sendo adicionado à trama.


E essas adições vão se acumulando e gerando consequências na história. Como por exemplo, há coisas da primeira temporada, que apesar de permanecerem “esquecidas” voltam a aparecer na terceira temporada e ajudar a fechar a série com chave de ouro.

Falando nisso, esse seriado só possui 3 temporadas. Ele foi cancelado a um bom tempo atrás (o que é um mistério, já que foi sucesso de crítica e de público), mas há boatos de que pretendem lançar um filme.

Só por curiosidade, há até um episódio onde os Bluth são obrigados a arrecar fundos para conseguirem manter a empresa. Uma analogia descarada sobre a situação que os produtores se encontravam (contando até com pedidos do narrador de que os telespectadores divulgassem a série para seus amigos).


Eu estou fazendo minha parte divulgando-a (apesar dela já ter sido cancelada –ops)

Assistam Arrested Development. São poucas temporadas, o humor é excelente (sem laugh tracks), a história é muito bem amarrada, os atores são ótimos, as aparições são muito boas.. Enfim, a série é excelente.

Eu juro que chegou na segunda temporada e tinha momentos em que eu não conseguia parar de rir, e era obrigado a pausar tudo pra não perder metade do episódio rindo.

Avaliação: Super duper do balacobaco


Nossa... Acho que fazer resenha de séries é muito difícil. Fico me segurando muito pra não soltar spoilers que estraguem a graça.

Bem... Só pra voltar à velha forma, no próximo texto vai rolar análise de algum game. Ainda não decidi qual.
Dêem sugestões.



Tenham um bom dia!

*obs: a única coisa pior que o Michael Cera, é o Michael Cera mais novo

4 comentários:

  1. Não era sucesso de público, infelizmente... a audiência era baixa pros padrões da FOX =/
    Mas AD é foda demais! Só de olhar pras imagens já comecei a rir UHAUEHUAAEUHEUHEUH


    Tô me sentindo orgulhosa agora pela recomendação da série! \o//

    ResponderExcluir
  2. Adoro essa série, mesmo só tendo visto alguns episódios nas madrugadas globais. É realmente muito engraçada. Quanto à Laugh track, bom eu até me acostumei, e em algumas séries ela é necessária (imagine assistir Chaves sem aquilo! Impossível!) Bom blog cara. Tô te seguindo. Também tenho um blog, se quiser dá uma passada lá. Abraçoss

    http://prunosland.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Vou ver,vc chamou minha atençao para a serie.

    ResponderExcluir
  4. @Bruno
    opa..
    bem vindo aí, cara!
    Vou dar uma passada no seu blog também

    E chaves é o único lugar onde laugh track fica bom

    @warnius
    Assista! Vale a pena.

    ResponderExcluir