Desocupados que passaram por aqui

sexta-feira, julho 22, 2011

The Walking Dead: Riiiise.. From your grave!


Estou começando a achar que eu deveria criar um marcador pros pots de Zumbis. Volta e meia eu vou e arranjo motivos pra falar de mortos vivos aqui (e no meu dia-a-dia também).

Sim... Eu adoro zumbis.

E é por isso que hoje irei falar não apenas da melhor história de zumbis que eu já vi, mas também um dos melhores HQs que eu já li em toda a minha vida.

E esse texto eu ia escrever pra ser o seguinte ao "Infestação Zumbi", mas lembra da crise de criatividade?

Eeeeentão...



Um belo dia de um belo fim de semana eu tive um ímpeto gastativo. Então fiz o favor de arrastar minha mãe pro shopping, usando o fato de ela ter que realizar compras lá como disfarce para meus motivos.

O plano, admito, era gastar meu dinheirinho em algum bone...figura de ação colecionável.
Então fui na única loja do shopping onde eu tinha visto o que eu queria, que por acaso era uma livraria (e das grandes). Mas por obra do destino, a loja tinha parado de vender bonec..figuras de ação colecionável (na verdade, haviam mudado esses itens pra outra parte da loja).

Eis que, no lugar de onde eu esperava encontrar um Homem Aranha zumbi segurando sua própria perna, estava um ENOOORME encadernado de 1088 páginas de Walking Dead. Olha o tamanho da criança:



Sinceramente, eu acho que esse negócio pesa uns 10 kg.

E, como sou fissurado por zumbis, e como AMEI a série de TV que fizeram baseada no HQ, resolvi comprar (não antes de ligar pro meu amigo - o de sempre quando o assunto é zumbi - e me gabar da minha aquisição).

Chego a achar que foi o destino. Era o único exemplar que havia na loja (e o próprio vendedor admitiu que ele queria pegar esse HQ pra ele.. Mas eu fui mais veloz) e não havia o por que de estarem vendendo, já que eu nunca tinha visto nenhum volume da série pra vender em qualquer lugar. São Romero deve ter agido e posto essa "bíblia" no meu caminho. E, hallellujah meus amigos... Cada centavo valeu a pena.


A história, pra que não sabe, gira em torno do policial Rick Grimes, que após levar um tiro em uma perseguição, entra em um coma de algumas semanas. Tudo isso para apenas acordar em um hospital deserto, em uma cidade deserta, e descobrir que o "mundo" (ou boa parte dele) foi dominado pelos mortos-vivos. Assim: sem mais nem menos.

De fato, a série não apresenta nenhuma explicação (até onde eu li, que é algo por volta do volume 8) sobre a situação em que as pessoas se encontram. Para ter uma idéia, em apenas uma página acontece tudo isso que eu demorei um parágrafo pra escrever.

O foco da série é: a merda aconteceu - não importa como, e agora é hora de sobreviver.


Então nosso herói parte desesperado em busca da sua família, encontrando-a junto a um acampamento de sobreviventes, incluindo nele seu velho colega de serviço, que estava com ele no dia em que levou um tiro.

Em meio a tanto caos, Rick acaba se tornando o líder do grupo, por sempre se manter focado na sobrevivência, e pelo seu senso de justiça e dever. Mas o bando de mortos perambulando ao redor deles não é o único problema, e cada vez mais a convivência entre as pessoas vai se dificultando, e mais e mais decisões difíceis devem ser tomadas pelo ex-policial. 


Roubando as palavras de meu amigo (o mesmo, pra quem eu emprestei o encadernado), chega uma hora na história em que os zumbis nem são mencionados, e tudo vira um "Big Brother", com os personagens sendo obrigados a sobreviverem a si mesmos ao invés de um bando de aberrações comedoras de carne.

E lembra sobre o que eu falei, de novo, no texto "Infestação Zumbi", sobre o caos que se instaura em um apocalipse zumbi? Então, a história em The Walking Dead é o ápice disso tudo.
Em apenas o pouco tempo que Rick ficou em coma o mundo entrou num estado de escrotidão tão grande, tão profundo, que TODOS acabam pirando (uns mais que os outros).

E isso que torna a série (na verdade, só o HQ... Mais tarde falo da série de TV) tão boa!


Nunca há um momento de paz na trama.

Por mais que chegue um ponto onde todos estão seguros contra os ataques dos zumbis, sempre há o peso das mortes dos amigos e familiares ao longo da jornada, e das duras decisões tomadas.

A todo momento não só a segurança, como também a humanidade e a sanidade dos personagens é posta à prova. Nunca é possível prever o que vai acontecer: A qualquer momento qualquer um deles pode simplesmente surtar e por em risco todos os outros.

E essa tensão perdura por todas as páginas, e você vai lendo cada capitulo na ponta da cadeira, apenas esperando o próximo "soco" te atingir.

O HQ, na minha humilde opinião fecal, é obrigatório para qualquer fã de quadrinhos, para qualquer fã de zumbis, e para qualquer um que goste de uma boa história de "survival horror".

obs: só para constar, o encadernadão que eu comprei é em inglês, mas estão lançando os volumes separados aqui no Brasil, embora eu não saiba nem a editora nem a periodicidade

obs 2: alguns podem reclamar que a revista é em preto e branco e mimimi, mas isso não atrapalha em nada (apesar de que eu já sou acostumado a ler mangás)


Já a série de TV é uma outra história...

Figurativamente... E literalmente...

O "grosso" da trama é o mesmo (Rick toma tiro, acorda, zumbis, acha a família), mas a partir do segundo episódio a trama já se afasta um bocado da do HQ. Personagens diferentes, motivações diferentes e etc...

A principal diferença é que na TV tudo foi mais "amaciado". Não há toda a tensão psicológica e a ambiguidade moral presente no quadrinho, e a série acaba tomando um outro rumo.

Como ouvi uma vez no podcast "Matando Robôs Gigantes", o foco do HQ é "em um precipício, ande com cuidado". Já na TV vira algo mais "fuja do precipício".

Não me entendam mal. Como eu já disse antes eu adorei a série de TV. Mas o problema é que isso é provavelmente por que eu assisti antes de ler o HQ. Não sei se invertendo a ordem eu iria achar a mesma coisa.

Então a dica é pra ler o HQ depois de assistir na TV, para não arriscar.

A série em si é muito boa, principalmente se não for olhada comparando-se ao HQ. Ela tem seus próprios méritos. E, pessoalmente, mal vejo a hora de começar a nova temporada, já que a primeira só teve 6 episódios...

E por hoje é só...

Tenham um PERIGOSO (porém bom) dia!

12 comentários:

  1. Sou fã da serie mais ainda não li a HQ, pelo que você falou tenho medo da HQ ofuscar a segunda temporada e como eles ainda estão trazendo pro Brasil acho que é melhor eu esperar um pouco mais para começar a ler.

    Falando da segunda temporada ela vai ter 13 episódios e já saiu um vídeo oficial.

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto Kaum,como sempre!

    Deixando o puxa saquismo de lado,cê sabe se tem algum site onde eu possa comprar esse encadernado?

    É que onde eu moro não se vende nada do tipo.

    ResponderExcluir
  3. @robozinho
    o jeito mesmo é assistir a sérir considerando algo totalmente diferente dos quadrinhos, aí você não fica tão insatisfeito

    @rafael
    eu comprei na livraria cultura (http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=2704180&sid=1271682081372399248822474), mas comprei em loja fisica.. não sei quanto tempo ficaria pra chegar encomendando, mas creio que demore, já que é importado.... além do preço ser meio salgado...

    só para constar, nesse "volumão" tem os capítulos de 1 a 48, e atualmente a série estála pelo 86... ou seja, pra sair o próximo volumão vai demorar um pouco.

    ResponderExcluir
  4. digo que vai demorar um pouco por que a série é mensal...

    ResponderExcluir
  5. Eu li alguns capítulos um bom tempo atrás, mas se eu não me engano eu parei de ler pois alcancei a edição americana. Eu acho que vou deixar que mais capítulos sejam lançados antes de voltar a ler.

    De qualquer maneira foi bom ler o seu texto, me lembrou desse e de outros quadrinhos que eu costumava ler.

    ResponderExcluir
  6. Desgraçado, se você me viciar nessa porra eu vou descontar em você!

    Ah, me add no msn, eu preciso de alguém pra falar sobre mass effect 2!

    luiz_hra@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. eu conheci essa série quando ela tava lá pra meados do cap 60 pra 70.
    eu li ela e gostei muito só que parei de ler lá pro 40,pois foi nessa época qua aconteceu aquela enchente aqui em casa e perdi o pendrive que estavam as HQs.
    sou um grande fã mesmo e quando soube que ia sair a série de TV quase pulei da cadeira,só que como toda adaptação eles mudaram algumas coisas,porém eu nem me importei,tudo que eu fiz foi tratar como obras diferentes.



    e Monkey,Kaum e todos os fãs de Mass Effect que só podem jogar no PS3,não querendo ser fanboy e nem falar nada pra deixar vocês com inveja mas,vocês não tem noção de como a experiência com o ME2 muda quando você continua com o gameplay do 1,é como se fosse um jogo completamente novo!

    ResponderExcluir
  8. Não vi nenhum episódio dessa série. Que pecado, que pecado.

    ResponderExcluir
  9. @renan
    nem ligo...você não sabe que é beeem mais legal "jogar" um hq interativo que resume 40 horas de jogo em 10 minutos...
    ...

    não fui convincente né?

    @monkey
    e se você me viciar em MLP:FiM eu vou ter mais motivos que você pra descontar a raiva...

    @victor
    isso que é ruim..por que é mensal..e ainda pior...sai um capítulo por mes..ai até sair um volume pra comprar demooora...
    mas como estou "atrasado" vou ver se compro os volumes avulsos até alcançar o lançamento...aí só depois eu me desespero..

    @jack
    poooxa vida...que tragédia..
    pelo menos assista a série..

    ResponderExcluir
  10. Renan: E-eu prefiro a-a hq, porque ela f-foi feita pela Dark Horse e-e...BÚAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!

    Snif-snif...recomponha-se macaco, não o dê a satisfação de te ver chorar...

    Kaum: Sei não, the walking dead parece ser um vício muito mais consumidor de tempo e dinheiro que my little pony...

    ResponderExcluir
  11. "Sei não, the walking dead parece ser um vício muito mais consumidor de tempo e dinheiro que my little pony..."

    mas não um consumidor maior de "hombridade"...

    ResponderExcluir
  12. Valeu pelo link do site Kaum,pena que o preço é salgado demais,não deve compensar

    ResponderExcluir