Desocupados que passaram por aqui

segunda-feira, abril 04, 2011

A vez em que eu salvei o Magic


Você gosta de jogos de cartas?

Não, não estou falando de truco e poker...

Estou falando daqueles jogos mais, ahm... nerds.

Sabe, tipo Yu Gi Oh, e claro Magic: The Gathering. (certo... eu não conheço muitos)

 Mesmo que você não jogue deve conhecer esse tipo de jogos. Eles já foram uma baita duma febre a um tempo atrás, e até já apareceu uns caras na TV decifrando as mensagens satanistas nas cartas de Yu Gi Oh.

Como eu disse: uma febre.

Mas acontece que esses jogos sofrem grande preconceito, e eu lembrei de uma história interessante sobre como eu ajudei um grupo de amigos a superar esse preconceito.

Mas antes, um pouco de história... Da minha história...





Eu sou o caçula da minha família, e a diferença de idade entre mim e meus primos é considerável. E, claro, eu era cortado de muitas das coisas legais que meus primos faziam quando éramos mais jovens.

Um exemplo era jogar RPG. Meus primos (pelo menos 2 deles) sempre tiveram gosto por RPGs (tipo D&D) e quando eu visitava eles eu sempre queria jogar.

Mas, claro, como eu era o caçula eles nunca me deixavam jogar e, quando deixavam, eu sempre tinha que ficar com o personagem mais fraco e morria em menos de 5 minutos.

E um dos jogos favoritos deles era Magic.

O meu primo mais velho (que era um tipo de ícone pra mim) era um “mito” em Magic e tinha dezenas de cartas (tantas que depois que ele vendeu elas conseguiu comprar um aparelho de som e um computador – ou minha memória estaria me enganando?).

E eu sempre quis jogar Magic com ele, e, como não podia deixar de ser, nunca me era permitido jogar.

 

Naquela época eu achava que era simples maldade, mas agora, depois de finalmente ter aprendido as regras do jogo, eu percebo que era por que eles não iriam ter paciência de explicar todas as peculiaridades desse jogos para um pivete de 5 anos.
Primos, se vocês estiverem lendo isso: eu os perdôo.

Mas eu cresci, amadureci, e acabei aprendendo (graças a um jogo de computador antigo pra caramba)  a jogar esse maravilhoso TCG. E isso aconteceu quando eu estava mais ou menos na 6ª série. Se não me engano, o ano era 2002-2003 (preguiça de fazer as contas).

E talvez vocês lembrem que naquela época apareceu Yu Gi Oh.

 

Convenhamos que Yu Gi Oh (o jogo de cartas) é muito bom. Ouso dizer que é quase tão bom quanto Magic. Mas o problema é que tinha um desenho sobre ele passando na TV Globinho. E todos sabem como funciona a mente de uma criança de 13-15 anos: fingir que não gosta de coisas que as crianças gostam, apesar de você ser uma criança.

E aí criou-se um preconceito contra o jogo de cartas do Yu Gi Oh. Preconceito que se estendeu até ao Magic. Se você gostava de qualquer TCG (trading card game) você corria o risco de ser chamado de infantil, mesmo Magic sendo uma das coisas mais sombrias que eu conheço.

O resultado disso é que as pessoas começaram a curtir Magic e afins às escondidas. Todos tinham medo de aparecer com cartas na escola e serem zoados pelos outros.

Foi uma época negra...

Agora, voltando a minha história...

 

Como eu disse, eu só jogava Magic no computador, e nunca tive um deck (um “baralho”, pros leigos).
Até que em um dos meus vários aniversários eu resolvi pedir um deck, só pra jogar com o meu irmão. A gente dividia as cartas em dois e jogávamos partidas rápidas.

Até que um dia chamei um amigo meu do meu prédio para se juntar a uma dessas partidas. E, como todo mundo, ele conhecia alguém que conhecia alguém que jogava esse jogo, e acabou tomando interesse pelo mundo dos TCGs.

Ele foi e comprou o próprio deck (na verdade ele comprou 3...e eu só tinha um... é.. todos temos amigos assim..hehe), eu ajudava ele a preparar as cartas, ensinava as regras, e logo havíamos trazido ao jogo uma parcela significativa dos garotos do meu prédio.

Como esse amigo e eu estudávamos na mesma escola, muitas vezes a gente levava as cartas junto conosco, pra trocarmos e fazermos partidas meio escondidas.

Mas aí começou um efeito dominó.

 

Lembra que eu disse que muita gente curtia Magic às escondidas? Na minha escola estava cheio de gente assim. E quando um viu que eu e meu amigo estávamos jogando Magic por aí, foi e contou a outro cara, que contou a outro cara e assim em diante.

Logo, os intervalos de aula eram verdadeiros campeonatos de Magic, com gente de todas as idades juntos, sentados abertamente no meio do pátio, jogando sem se importar com quem até a um tempo atrás fazia chacota sobre “os nerds que jogam cartas”.

Pra você ver como as pessoas são engraçadas. Sempre temos vergonha de assumir nossos gostos. Basta só um “corajoso” aparecer mostrando publicamente esse gosto para que todos que antes tinham medo de se mostrar se juntem a “causa” também.


Foram bons tempos... Pena que não tenho mais ninguém pra jogar Magic comigo.

Não que faça diferença... Eu ainda tenho só o mesmo UM deck velho e ruim, e iria levar um coro até de um pivete com uma carta “passe livre da prisão”...


Tenham um bom dia!

4 comentários:

  1. "E todos sabem como funciona a mente de uma criança de 13-15 anos: fingir que não gosta de coisas que as crianças gostam, apesar de você ser uma criança."

    demais, muito boa mesmo a tua critica. Me lembro que quando eu estava na 8ª serie tinha um cara metido a playboy, usava roupas de marca, praticava esportes, ia em shows e pegava(ou dizia que pegava)todas a menininhas por la. Um dia vi esse camarada na sala cantando a musica de abertura de um desenho que passava na TV globinho chamado Witch, naquele dia eu comecei a sacar a real da coisa e nunca mais tive vergonha dos meus habitos nerd.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkk
    ótimo artigo, kaum
    eu costumava...não,eu ainda costumo jagar magic até hoje,mas meu deck é tão ruim q eu nunca ganhei uma partida na vida

    Mudando de assunto,cê sabe em qual site eu acho as traduções de SMT 1 e 2 pra baixar?

    Procurei mas ñ achei em canto algum

    ResponderExcluir
  3. @savagepig
    no fundo no fundo, todo mundo é nerd...
    só que uns tem medo de admitir..

    @rafael:
    nesse site aqui tem os patchs pra tradução do SMT 1 e do 2(e tem mais vários jogos)
    http://agtp.romhack.net/projects.php

    ResponderExcluir
  4. poh dog to a quase um ano esperando que vc fala de SMT devil survivor e strange journey
    são jogos muito cabulosos....

    ResponderExcluir