Desocupados que passaram por aqui

sexta-feira, abril 29, 2011

Assuntos sortidos


Acho que eu nunca usei esse blog como um blog propriamente dito.
Na essência um blog era pra ser algo pra documentar seu dia-a-dia. Nada mais que um diário virtual.

Mas, convenhamos, meu dia-a-dia não é tão interessante pra encher um blog (a única coisa que enche é o saco de vocês) então sempre escolhi fazer textos mais no estilo artigo/coluna/sei-lá-se-tem-um-termo-certo-pra-isso.

Mas agora (mais precisamente dia 28 de abril, uma quinta feira as 23:43) me deu uma vontade de só chegar aqui e falar sobre um monte de baboseiras legais que eu nunca iria conseguir criar um texto de mais de uma página sobre cada assunto.

Mas como esse será um textinho borocochô, fiquem calmos que até domingo sai um texto de verdade.
Vamos aos tópicos:



Órfãos da PSN

 

Todo mundo (até a minha mãe super alienada do assunto games) está sabendo que a PSN – a rede online do Playstation 3 (estou com preguiça de definir melhor) - sofreu um apagão. Reza a lenda que algum hacker conseguiu invadir o sistema da Sony, e esta, percebendo a invasão, puxou os servidores da tomada e derrubaram tudo para minimizar os riscos.
Ou algo assim.

O que importa é que desde semana passada não é mais possível jogar o PS3 online.
E sim, estou puto com isso.
O maior motivo é por que eu (na verdade o meu irmão) resolvi começar a jogar o Call of Duty: Black Ops. E o pior: eu tinha acabado de conseguir um headset para usar no video game.

Só não fiquei mais bravo por que o jogo que escolhi para jogar no feriadão da páscoa foi o Mass Effect 2 (que, aliás, eu zerei) que não tem um componente multiplayer online.

O único grande problema da queda da PSN foi que eu queria comprar o Portal (ta vendendo na PSN né?) antigão, já que o Portal 2 saiu esse dia e eu ainda não experimentei o primeiro jogo.

E também estou querendo comprar a expansão do ME2. E sem conexão à internet isso é impossível.

Mas parece que semana que vem as coisas voltam ao normal.

Espero que sim.

WE’RE THE SEX BOB-OMB!


Finalmente saiu o último volume de Scott Pilgrim aqui no Brasil, e eu estava bem ansioso para saber como a saga do jovem peregrino acabava de verdade (já vi como acaba no filme, mas queria o material original né...).

E gostei... Mas..Sei lá...

Não sei se é pelo fato de que é o fechamento da saga, e eu sempre fico com um gostinho de “quero mais”, mas eu esperava mais.

Não me entenda mal: eu gostei do final.

Mas vou confessar que esse último volume é mais complicadinho (e nem de longe tão engraçado) que os outros 2. Claro, isso é entendível, já que eu leio HQs novo à velocidade da luz, então acabo perdendo detalhes.

Mas isso é consertado pelo fato de que eu leio um HQ novo no mínimo umas 3 vezes seguidas. Assim eu acabei entendendo o que eu não tinha na primeira lida.

Apesar de ter achado esse volume mais fraquinho que os outros dois, eu recomendo fortemente que vocês leiam, por que nem de longe ele é ruim.

“If Sheppard don’t come soon, there won’t be enough to save!”

CAARA!

Eu via o pessoal falando que Mass Effect 2 era viciante, que era o melhor jogo de todos, e eu achava que era exagero de fanboy...

Mas não é que eu viciei nesse jogo?

Eu cheguei ao ponto de ir dormir as 5 da manhã por que eu não conseguia largar esse jogo!
E EU NUNCA FIZ ISSO!

O máximo que eu ficava num jogo era 4, 5 horas...

Esse eu ficava o dia inteiro! Parando ocasionalmente para as necessidades biológicas e pra deixar o PS3 respirar um pouco.

E o pior que quanto mais você joga, mais você quer jogar.

“Calma aí.. Só vou pegar mais uns elementos aqui..” Aí aparece uma missão pra fazer em um planeta X... E você faz, o que abre outra missão do outro lado da galáxia.. “Há.. Não vou deixar a missão pendente...” E nessa brincadeira você já dedicou 3 horas a mais de jogo do que você planejava.

Pra ilustrar meu nível de vício, eu terminei de zerar o jogo e já comecei um novo save com outro personagem!

E SIM.. Eu consegui jogar com um personagem malvado.
Mas o meu novo save é com um personagem bonzinho... Não resisti.


Nostalgia pura


Por algum motivo bizarro comecei a ouvir umas bandas que eu não ouvia faz tempo.

E não algo tipo “3..5 anos”.

Voltei a ouvir umas coisas que eu ouvia lá nos anos 90... 2000.
Já re-ouvi os grandes clássicos do Red Hot Chilli Peppers (desde a fase mais “funk” deles) e nesse exato momento estou ouvindo Linkin Park (o Hybrid Theory).

2000 feelings total!

Só de ouvir essas músicas eu já me transporto de volta pros meus 10 anos.

E, convenhamos... eu tenho vinte e poucos...
É incrível como só uma música já consegue me fazer voltar metade da minha vida.


E olha que eu nem gostava da minha infância!
Imagina se eu gostasse...



Bem..

O texto ficou maior do que eu imaginava..
Então..


Tchau!

Tenham um bom dia!

E desculpem pelo texto..
Acabei de comer comida mexicana e estou com sono...

Um comentário:

  1. Faltou falar sobre o tal "Preço Justo", que anda sendo muito comentado atualmente. De resto, a postagem esta postagem esta ótima.

    ResponderExcluir