Desocupados que passaram por aqui

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Guenta a mão aí um pouquinho mais!


Mil desculpas, queridos leitores.

Já estou a um bom tempo sem atualizar essa bagaça, e vocês já devem estar sofrendo com a ausência de textos meus...

É.. Eu sei... Muito difícil...

Acontece que estou em viagem (New York, se alguém perguntar.. que eu sei que não perguntarão), sem computador (só com ipod, que é a coisa mais difícil de se digitar em) e sem tempo. Eu até estava preparando um mega texto pra postar antes de ir embora, mas o texto não ficou pronto a tempo (muito grande e muito polêmico).

Então por isso vocês ficaram tanto tempo sem ter notícias minhas...

Ainda estou viajando, mas agora tenho um computador novo. Estou apanhando dele aqui para aprender a digitar (demorei uma hora pra descobrir onde era o ^) mas agora tenho (menos) desculpas para não atualizar essa budega.

Então em breve tem texto novo... e com a sua licença irei ir curtir a noite nova-iorquina..

Tá.. Mentira.. Vou ficar mexendo no meu computador novo e assistindo TBBT na TV..


Have a good day!

terça-feira, dezembro 06, 2011

Doctor Who: Wibly wobly, timey wimey


Se, nos últimos dois meses, mesmo eu não estando ocupado com as aulas e trabalho, eu fiquei sem postar textos aqui, a culpa é dessa série.

Não foi falta de tempo. Nem falta de criatividade (convenhamos, sou muito produtivo).

Acontece que cada horinha que eu tinha livre eu me via obrigado a assistir pelo menos mais um episódio dessa série. E as vezes eu ia dormir 5 horas da manhã por que eu não conseguia parar de assistir (tudo culpa da Sayonara!)

E aí você pára e vem me perguntar se essa série é boa.. Esse... Quem mesmo?


QUEM é o "Doutor"?

sexta-feira, dezembro 02, 2011

Kira e eu: Parte...4 (é isso, né?)


Faz tempo que eu não falo da Kira aqui, não é verdade?

No último texto eu mencionei que ela estava com um problema na pata e estava mancando bastante.
A boa notícia é que ela tinha dado uma melhorada na pata... Mas não durou muito tempo e a coisa desandou de vez.

Certo dia lá estava ela brincando e correndo feliz e saltitante no quintal de casa, quando depois de uma curva feita às pressas ela dá um grito de dor. Depois disso ela parou de conseguir pôr a pata no chão.

Depois de uns 3 dias sem melhoras, levamos ela ao veterinário e descobrimos: ela havia rompido o ligamento cruzado do joelho...

quinta-feira, novembro 10, 2011

Meu espírito competitivo foi exorcizado


Que desculpa vou dar agora pela falta de posts?

Estudos?
Trabalho?
Maratona de 4 temporadas de Doctor Who?

Escolha a que você gostar mais.

O fato é que estou de volta (por enquanto.. Já que daqui a pouco tenho mais provas finais... e ainda me falta assistir duas temporadas de DW) e resolvi falar de um assunto que define a minha vida: a competitividade.

O espírito competitivo é o que nos move, o que nos faz sempre buscar melhorar. Com um pouco de ambição e uma dose de concorrência as pessoas passam a buscar sempre se superarem...

Infelizmente parece que o meu foi visitado pelo padre Damien e foi mandado pros confins das trevas...

E não... Nunca consegui assistir "O Exorcista".

quinta-feira, outubro 13, 2011

Jogos que marcaram minha infância


Não, seus olhos não estão pregando uma peça.

Isso não é um truque. Não tenho nada nas mangas!

SIM! Texto novo... E ainda por cima seguindo o tema de CRIAAANÇAAAAS!

Mereço até um prêmio por isso, não acham?

Bem. Como vocês bem sabem, sou um grande viciado em games. Enquanto outras pessoas adiantam o estudo durante a semana para saírem no fim de semana, eu assim o faço para poder ficar 10 horas seguidas diariamente na frente do meu videogame.

Mas nem sempre eu fui assim. Antigamente eu não era tão vidrado assim em jogos. Mas um ou outro jogo marcaram minha infância, e alguns até conseguiram me converter de alguém normal a uma máquina cujo único propósito é jogar o máximo possível de games.

E é sobre esses jogos marcante que falarei hoje.

quarta-feira, outubro 05, 2011

Comidas e doces antigos que fazem falta


O que vocês acham de um "Mês temático das crianças"?

Será que isso compensaria o fato de que eu estou sem atualizar essa budega já faz tempo? Não né..
E ainda por cima que duvido que eu tenha criatividade o suficiente no momento pra fazer vários textos do mesmo tema.

E sabe o que é mais legal? Esse texto eu comecei a escrever antes de decidir escrever sobre "infância".

E por falar em infância, quem aí era gordo quando pequeno?

Eu era um bolota loiro e sujo (a.k.a. "Gordo Babaca") e como tal eu comia muita tranqueira.

Mas o problema é que muitas dessas tranqueiras ou não existem mais, ou não são mais a mesma coisa.

Então se você é dos anos 80~90, segure em minha mão, e voltemos ao passado gastronômico, em um tempo mais simples onde ninguém tava nem aí pra gorduras trans.

domingo, setembro 11, 2011

Top 10: CSI de colant


"BLAH! Olha esse Cão sem idéias. Acabou de fazer um top 10 e já faz outro? Faz outra coisa né.."

Relaxa, meu amigo marmota... Não estou com falta de criatividade.

Esse texto de hoje não é um top 10 de alguma coisa, mas sim sobre um dos HQs mais maneiros que eu já li em toda a minha vida.

Ouso dizer até que ele estaria em um "Top 10 HQs mais maneiros que eu já li em toda a minha vida".

E vamos ver quantos trocadilhos com Top 10 eu faço...

Provavelmente só esse.. Estou sem criatividade..

quarta-feira, agosto 31, 2011

TOP 10 músicas Disney


Estou com fogo hoje!

Simplesmente por que fui assistir O Rei Leão em 3D, e minha infância inteira me atropelou no instante que começou o “AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH”. E agora tenho certeza que vou passar o resto da semana (hoje é terça) cantando todas as músicas disney que eu lembrar.


Então irei aproveitar esse frenesi e farei uma lista das melhores músicas.



MELHOR AINDA!


FAREI UM TOP! O primeiro “top X” do Dia de Cão!


Quanta emoção!



segunda-feira, agosto 22, 2011

As aventuras de Cão no incrível mundo dos laboratórios


Fala a verdade: quem nunca ficou fascinado em entrar em um laboratório e fazer os mais variados tipos de experiências?

É um sonho de criança, nutrido por tardes inteiras assistindo episódios de “O Mundo de Beakman” e cultivado pelo fascínio que “O laboratório de Dexter” causava.

Todos já nos imaginamos misturando um líquido azul, com um vermelho, e sair uma fumacinha indicando que tudo deu certo.

Acontece que eu agora faço faculdade (com uma boa grade de química), e já tive minha cota de aulas práticas em laboratório. E, por experiência própria: se alguma fumacinha começar a sair da sua mistura, CORRA!

quarta-feira, agosto 17, 2011

A NIS te odeia e quer te ver sofrer!


Antes de mais nada, deixe-me situar os perdidos.

A NIS (Nippon Ichi softwares) é uma desenvolvedora de games com já um tempinho de vida.

Desde o PS1 ela vem trazendo jogos, principalmente de rpg tático, e fez um considerável sucesso.
Até aí tudo bem. Mas a NIS tem um péssimo hábito de querer f@%&$ com a sua vida (principalmente a vida social), com sua saúde, com sua auto-estima e com todos seus planos para o futuro.

E citando apenas 3 jogos vou convencê-los disso.

sexta-feira, agosto 12, 2011

Arrested Development : como uma boa comédia deve ser


De uns tempos pra cá eu comecei a assistir muitas séries. Fossem na TV, na internet, DVDs... Comecei a consumi-lás em massa.

Mais da metade das séries que eu estava assistindo eram comédias. E isso começou a criar um problema.
Como volta e meia eu parava pra assisti o Warner Channel, passei a acompanhar “The Big Bang Theory”, “Two and a Half Men”, e até “Friends”. Mas não é uma boa ficar assistindo comédias da Warner. Por um grande motivo:


Laugh track.

Sabe.. Aquelas risadas de fundo.

quarta-feira, agosto 03, 2011

Motivos para odiar dirigir


Já expressei um milhão de vezes aqui a sensação que eu tenho de ser um ET.

E não só comparando com os amigos, e as outras pessoas por aí. Mas até na minha própria família eu me destaco como um dedão infeccionado.

Por exemplo, meu irmão (mais velho, pra quem não lembra). Logo no dia seguinte ao em que completou 18 anos, o menino já foi se matricular em uma auto escola, e 3 meses depois já tava dirigindo pra lá e pra cá.

Minha mãe e meu pai também, que acho que devem saber dirigir desde que invetaram os carros...

Já eu... Beem diferente...

sexta-feira, julho 22, 2011

The Walking Dead: Riiiise.. From your grave!


Estou começando a achar que eu deveria criar um marcador pros pots de Zumbis. Volta e meia eu vou e arranjo motivos pra falar de mortos vivos aqui (e no meu dia-a-dia também).

Sim... Eu adoro zumbis.

E é por isso que hoje irei falar não apenas da melhor história de zumbis que eu já vi, mas também um dos melhores HQs que eu já li em toda a minha vida.

E esse texto eu ia escrever pra ser o seguinte ao "Infestação Zumbi", mas lembra da crise de criatividade?

Eeeeentão...

sábado, julho 16, 2011

Não sou (tão) fã de Harry Potter...


“Como pôde, Canino? Eu confiei em você! Eu te respeitava! Por que resolveu me desapontar assim?”

E agora provavelmente os poucos leitores que me acompanhavam fecharam a janela, ou continuam lendo essas linhas movidos à base do puro ódio.

Para esses que continuam lendo, fiquem calmos que eu posso me explicar.

E caso o ódio passe, avise os que já foram embora que é seguro voltar.

Primeiramente gostaria de explicar que eu gosto e muito) da série (ou saga?) Harry Potter, e todo esse universo criado pela J.K. O problema é que, diferente de 90% das pessoas que eu conheço, eu não sou um total aficcionado.

domingo, julho 10, 2011

Cagadas da evolução


Engraçado como a inspiração te atinge do nada.

Estava eu, cortando as unhas do pé, após assistir um episódio de South Park sobre a evolução, e comecei a ponderar sobre vários aspectos de nossa fisiologia/anatomia que são uma bela duma cagada da Mãe-Natureza.

Tudo isso só por que eu odeio cortar a unha do pé (a da mão eu até que me divirto), e sempre me perguntei pra que diabos serve a unha do pé, e por quê ela tem que crescer indefinidamente.
Então aproveitando esse meu espírito contestador, resolvi dedicar o texto de hoje a apontar algumas das muitas péssimas escolhas da evolução.

segunda-feira, julho 04, 2011

The Legend of Zelda: A lenda!


Quem suspeitou que esse ia ser o tema de hoje?

Well... Excuuuuse me, princess!

O plano de hoje não é fazer uma análise (até por que não consigo escolher um só para analisar), mas sim mostrar pra vocês o que essa série significa para mim.

De fato, essa é minha série de games favorita!

Vamos ver então se minha inspiração voltou mesmo ou se meu vício em Fallout New Vegas está começando a destruir meu cérebro.

sexta-feira, julho 01, 2011

Atualizações, desculpas e explicações...



Honestamente, eu me sinto mal quando fico sem atualizar o blog...

É sério... Sinto como se eu estivesse deixando meus “fiéis leitores” (sejam eles 3 pessoas, ou 1 milhão) na mão.

Sei lá por que, mas as vezes eu acho que existe alguém aí nesse mundo que gosta de ler o que eu ecrevo... Vai saber, né?
E também por eu escrever sempre foi quase uma terapia para mim.

Não que minha vida seja tão complicada que eu precise de terapia, claro.

E por falar em vida complicada, por que diabos houve esse pausa gigante nas atualizações desse íncrivel meio de comunicação?

A reposta, meus caros amigos, é simples. De fato, é a mais simples possível: nem eu sei...

quarta-feira, maio 18, 2011

Peixe fora d’água



Meu plano era dedicar o texto dessa semana pra falar do HQ de “The Walking Dead”, só pra pegar o embalo do texto passado sobre zumbis.

Mas como o blog não é mais como antigamente, não vou ficar fazendo ligação entre textos. Quem se lembra dessa época?

E também por que aconteceu algo essa semana que me inspirou a terminar esse texto. Eu já tinha começado a pensar nele a uns tempos atrás, mas faltou inspiração. Mas agora a consegui.

O que aconteceu foi que essa semana (quinta feira) vai ter/teve (depende de quando eu postar o texto) um balada na faculdade. E não só uma “baladinha”, mas sim uma baita duma festa onde todo mundo vai.

Só pra ilustrar, será a “Festa do contrário”, onde homem se veste de mulher e mulher se veste de homem.

Meus amigos e amigas vão para essa festa. Já eu...bem...

domingo, maio 15, 2011

Infestação zumbi


Como vocês devem se lembrar, eu não sou um grande fissurado por terror.

Ou, melhor dizendo, eu não consigo nem assistir um filme de terror inteiro sem ter que desviar o olhar alguma vez.

Ta... Sou um cagão... Isso não é novidade.

Mas no meio de tantos monstros, aberrações, aparições e assombrações eu consegui encontrar um subgênero que eu agüento acompanhar, e que até consegue me cativar.

E pelo o que eu consigo perceber, esse subgênero está sofrendo um verdadeiro BOOM nesses últimos tempos, se tornando cada vez mais popular.

E a não ser que você tenha algum bloqueio mental que te impeça de ler o título do texto, você já sabe que o assunto de hoje será zumbis, mortos-vivos, ghouls, walkers, e todas essas coisas boas da vida!

terça-feira, maio 03, 2011

Kira e eu: Parte 3


É engraçado...

Bem. Talvez engraçado não seja a palavra certa. É até trágico.

É curioso, pelo menos, o fato de que nos apegamos tanto aos nossos bichinhos de estimação. Simplesmente por que, a não ser que você tenha uma tartaruga marinha, o seu animalzinho vai morrer bem antes que você.

Por exemplo os cachorros. As raças que vivem por mais tempo acho que não passam dos 15 anos, e isso que eles chegam nessa idade capengando, cegos e cheios de problemas.
Mas mesmo assim a gente se apega e nunca aceita nem que eles fiquem doentes.

E, bem, a Kira já nos deu um bocado de dores de cabeça devido a preocupação.

sexta-feira, abril 29, 2011

Assuntos sortidos


Acho que eu nunca usei esse blog como um blog propriamente dito.
Na essência um blog era pra ser algo pra documentar seu dia-a-dia. Nada mais que um diário virtual.

Mas, convenhamos, meu dia-a-dia não é tão interessante pra encher um blog (a única coisa que enche é o saco de vocês) então sempre escolhi fazer textos mais no estilo artigo/coluna/sei-lá-se-tem-um-termo-certo-pra-isso.

Mas agora (mais precisamente dia 28 de abril, uma quinta feira as 23:43) me deu uma vontade de só chegar aqui e falar sobre um monte de baboseiras legais que eu nunca iria conseguir criar um texto de mais de uma página sobre cada assunto.

Mas como esse será um textinho borocochô, fiquem calmos que até domingo sai um texto de verdade.
Vamos aos tópicos:


sábado, abril 23, 2011

Documentando a desgraça alheia


Pode ser legal escrever sobre as coisas que eu gosto. Falar de games, filmes, e essas coisas boas que me colocam um sorrisão no rosto.

Mas convenhamos que é muito mais legal falar de algo que eu não gosto.

Não sei se é por que isso me possibilita descarregar a raiva, ou se é por que as reclamações são o tipo de texto que aparecem mais discussão.

Mas os textos-reclamação são os mais fáceis de escrever, e os mais divertidos de ler (ou não? Opinem). Então decidi escrever sobre um tema que desperta muito a minha ira.

É sério: essas coisas me irritam tão profundamente que me deixam até de estômago embrulhado.
Falemos de jornalismo então. Mas não qualquer jornalismo, mas sim o sensacionalista.

Me dá IBAGENS!

segunda-feira, abril 18, 2011

Game of Thrones: Caaaraaaca, mermão!



Sumi, né? Mil desculpas.

Os últimos 3 (ou 4?) textos eu escrevi tudo num dia só, num intervalo de 5 horas, e acho que após tamanho frenesi criativo minha mente entrou em colapso e tornou-se impossível escrever.

E também por que não aconteceu nada de interessante que despertasse a minha criatividade.

E também por que comecei a jogar Mass Effect 2 e isso fez com que minha vida inteira se resuma a explorar planetas e xavecar a Miranda.

E estou em provas na facul...


Tá.. Desculpas é o que não falta (achou que o “mil desculpas” era expressão de linguagem, né?), mas acontece que há exatamente 2 horas a inspiração me atingiu como um raio (ou um cocô de pombo): falemos de Game of thrones (ou “guerra dos tronos”) um dos meus livros favoritos (deve estar disputando a primeira colocação) e (quem sabe) a melhor série desse ano!

DEUSES! Quantos parênteses em um só parágrafo. Estou divagando muito. Prometo que não vou usar mais parênteses (nesse texto).


DROGA!

segunda-feira, abril 04, 2011

A vez em que eu salvei o Magic


Você gosta de jogos de cartas?

Não, não estou falando de truco e poker...

Estou falando daqueles jogos mais, ahm... nerds.

Sabe, tipo Yu Gi Oh, e claro Magic: The Gathering. (certo... eu não conheço muitos)

 Mesmo que você não jogue deve conhecer esse tipo de jogos. Eles já foram uma baita duma febre a um tempo atrás, e até já apareceu uns caras na TV decifrando as mensagens satanistas nas cartas de Yu Gi Oh.

Como eu disse: uma febre.

Mas acontece que esses jogos sofrem grande preconceito, e eu lembrei de uma história interessante sobre como eu ajudei um grupo de amigos a superar esse preconceito.

Mas antes, um pouco de história... Da minha história...

sexta-feira, março 25, 2011

Síndrome de avô 2: “Não mexa na minha infância!”


Pra quem não lembra, eu já comentei sobre a chamada “síndrome de avô”, que é quando jovens (20 e alguns anos) resolvem agir como velhos rabugentos e ficar reclamando da juventude atual.

Acontece que esse distúrbio vai muito além de reclamar dos tempos atuais. Pra esse tipo de pessoa, aparentemente sua infância foi a tanto tempo e tão impactante que é proibido mudar qualquer coisa relacionada a ela.

Qualquer mudança, por menor que seja, já gera um ódio gigante nesse tipo de pessoa.
Em especial, existem dois tipo de coisas que esses velhos de 20 anos não aceitam nem sobre decreto.

E é sobre essas duas coisas que pretendo falar.

domingo, março 20, 2011

Cansei de ser bonzinho!


No more Mr. Nice Guy!

Ta... Isso foi só pro caso de alguém não entender a imagem de abertura desse texto.

De qualquer jeito...

Chega um momento na nossa jornada em que nos perguntamos se ser bonzinho realmente vale a pena. Chegamos a nos cansar de sempre escolhermos ajudar os outros e não ganhar nada, ao invés de ser indiferente aos problemas alheios e sair lucrando (ou ainda ser um completo f.d.p. e sair lucrando ainda mais).

Olhamos para trás e percebemos que fomos usados, enganados, manipulados e quase nunca conseguimos colher os frutos de nosso árduo trabalho.

Será que ser malvado não é mais fácil? Só se preocupar com os seus próprios problemas e se aproveitar dos outros para lucrar ao invés de não sair do lugar só pra poder estende a mão ao próximo...



Ás vezes dá até vontade de sair do jogo e dar um “New Game” e começar tudo de novo pra ver onde as “escolhas ruins” vão te levar.

Sim. JOGO.

Tava achando que eu tava falando de que, hein?

sexta-feira, março 11, 2011

Evolução musical


Gostei da minha menção a música no texto passado, e percebi que eu nunca escrevi decentemente sobre música.

O que é estranho, já que a música é uma parte grande da minha vida desde os meus 15 anos, quando decidi que queria aprender a tocar bateria.

Antes disso eu não tinha um gosto musical tão desenvolvido assim e não me importava tanto assim com música.

Agora sou viciado em barulho e não consigo ficar muito tempo em silêncio. Tenho uma necessidade quase biológica de ter que estar ouvindo alguma coisa.

Mas nem sempre eu gostei das mesmas coisas.

Já passei por várias fases e já gostei de quase todos os estilos musicais decentes que se tem noticia.
E tenho certeza que muitos de vocês passaram talvez pelas mesmas fases musicais que eu, talvez algumas a menos, ou outras a mais...

Mas o importante é que todos nós evoluímos musicalmente falando.
Já deixo avisado que nem todos seguem essa ordem de evolução, e muitos ficam estacionados em alguma fase, mas acho que esse meu esquema pode se aplicar a muitas pessoas.

sexta-feira, março 04, 2011

Vam’bora pular carnaval?


“Mimimi o Brasil só começa depois do carnaval.”

Sério, existem poucas coisas que me irritam tanto quanto essa frase. Ela resume todo o espírito do “jeitinho brasileiro”. Por mais que eu odeie generalizar, é inegável que essas pessoas são aqueles acostumados a empurrar tudo com a barriga, a sempre querer dar um jeitinho em tudo, e que sempre se guia pela lei do mínimo esforço. E é o mesmo tipo de pessoa que reclama de desemprego e de salários ruins, mas que ao mesmo tempo sempre torce pra que consiga emendar vários dias de feriado...

Desculpem.. Foi só um desabafo.


Não vou falar sobre isso hoje.

quarta-feira, fevereiro 23, 2011

A epopéia do supermercado


Todo mundo passa por isso um dia. Ou, o mais provável, VÁRIOS dias.

No meu caso acontece uma vez a cada dois meses.

O que? Oras... A boa e velha ida ao supermercado.

Mas, me entenda: não estou falando do tipo “AH, vamos lá rapidinho que eu preciso comprar detergente...” NÃO! Estou falando do tipo “vamos comprar mantimentos o suficiente para sustentar um bunker para 5 pessoas por 10 anos”, aquelas compras periódicas que demoram umas 2, 3 horas pra terminar.

Essa, meus amigos, é uma graande missão.

Tem algo no meu jeito de ser que faz com que eu seja o alvo perfeito de pedidos de ajuda. Sempre que tem uma coisinha pra pegar, algo pra arrumar, geralmente me chamam.
DEUSES! Uma vez minha mãe até já me pediu pra pegar o controle remoto pra ela, sendo que ele estava a dois metros dela, e eu estava do outro lado da casa...

Mas estou divagando.

Acontece que sempre que minha mãezinha vai ao supermercado, eu sou o acompanhante dela.
E como vocês parecem gostar mais dos textos em que eu não sou tão nerd, está na hora de fazer uma listinha de reclamações das super-compras.

terça-feira, fevereiro 15, 2011

Gameboy, DS, PSP, 3DS, NGP...


Quando os portáteis apareceram, eles eram uma alternativa mais simples e barata aos consoles de mesa, tão caros e intimidantes.

Os primeiros portáteis eram coisas mais modestas com tecnologias passadas. Quando tentavam inovar o resultado não era bom (Virtual Boy manda um abraço) e a intenção era só dar um novo modo de jogatina mais casual.

Mas convenhamos que o principal motivo dessa falta de ambição é por que não havia concorrência. Durante anos a Nintendo governou esse setor com mão de ferro, graças ao sucesso de seu Game Boy. Muitos tentaram, e todos falharam miseravelmente na batalha contra as diversas versões do portátil da Big N.

Até que a principal concorrente da Nintendo no ramo “consoles de mesa”, a Sony, resolveu entrar nessa peleja com o seu PSP.

domingo, fevereiro 13, 2011

Lanterna Verde: Sem medo. “...e na noite mais densa..”

Sabia que eu tenho tendências nerds?

Nooossa... Que surpresa.

Em muitos fatores eu posso ser considerado um nerd, mas sempre teve um assunto em que eu pecava muito: os quadrinhos.

Sempre me interessei bastante por HQs e afins, mas nunca colecionei nada, e o máximo que tinha eram umas 5 edições mensais do Homem Aranha compradas ao longo de 7 anos. Não é o que eu chamaria de uma “biblioteca invejável”.

Mas isso começou a mudar a partir de ano passado. Comecei a desenvolver um desejo compulsivo de comprar quantos quadrinhos eu conseguisse e dei inicio a minha coleção.

Entretanto minha biblioteca continua escassa, tanto pelo fato de eu só comprar encadernados, quanto pelo fato de eu só colecionar HQs da Marvel.

quinta-feira, fevereiro 10, 2011

Cheaters de “shit”!


Uma coisa que curti muito desde que comprei o PS3 foi entrar no mundo da jogatina online. E já comecei com um dos títulos que tem uns dos melhores modos multiplayers da atualidade, o Modern Warfare 2.

Ta, mentira. Meu irmão que entrou nesse mundo. Eu só jogo Uncharted 2 online mesmo.

O fato de ver meu irmão viciado em um jogo é algo totalmente estranho pra mim. Ele nunca foi muito chegado em video games (ele é o oposto de mim, eu sou nerd branquelo antisocial, e ele é moreno popular e já foi atleta...), e então eu passei a respeitar o poder do MW2 de atrair multidões pra frente da TV madrugada adentro.


Ele passou a demonstrar até uma dedicação ao jogo, comemorando cada level que ele subia, cada arma que ele abria, e cada missão que ele passava. Fico até emocionado só de pensar nisso...

Todo esse empenho, tudo por nada, já que um dia desses, graças a uma CORJA, o ânimo de jogar acabou sendo tirado do meu irmão...

 Se você está bem informado, deve saber que a segurança do PS3 foi quebrada, possibilitando que a pirataria corra solta pelo console. Já me pronunciei quanto a isso, então vou direto ao ponto. Uma coisa que a pirataria possibilitou foi a criação de cheats, códigos, trapaças para os jogos. E qualquer um que já tenha jogado algum fps multiplayer (Counter Strike anybody?) sabe que esse tipo de jogo é um dos alvos preferidos dos cheaters.

segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Não fui feito para o terror...




Alguns de vocês já devem saber, mas acontece que sou um baita “cagão”. Sou muito medroso com qualquer coisa que tenha o mínimo de terror, e as únicas coisas que consigo assistir são os mais voltados para o “suspense”.

Geralmente só consigo ver filmes de serial killers (como o bom e velho Hannibal Lecter) e nada com muito “gore” (nada de Jogos Mortais e afins).

Sou bem medroso...

sábado, fevereiro 05, 2011

Kira e eu: parte 2


Um dia desses, eu fui rever “Marley e eu”, mas claro que desisti antes da metade do filme... Não estava com muita vontade assim de chorar...

Onde eu parei no último texto?

terça-feira, fevereiro 01, 2011

Jogos que educam


Já se foi o tempo em que jogos eram vistos como coisas “infantis” ou meras formas de passa-tempo. Hoje em dia a indústria dos games possui orçamentos de fazer inveja a qualquer produtor hollywoodiano, com jogos dos mais variados tipos pras mais variadas faixas etárias.

segunda-feira, janeiro 31, 2011

Parabéns pra eu!


Hoje (na verdade ontem - dia 30) é meu aniversário.
É... O dia em que eu fico mais velho (21 anos, pra quem estiver se perguntando).

Então, como eu tô velho pra dedéu, esse fim de semana não vai ter texto.

Mas não se preocupem, já tem um novinho pronto, e terça-feira eu posto ele.

Então até lá!

Tenham um bom dia, e me tragam presentes!

domingo, janeiro 23, 2011

Brincadeiras “violentas”


Você pode gostar de crianças, ou pode não suportá-las. Mas uma coisa todos temos que concordar: toda criança é um mini-psicopata em potencial.

As crianças têm uma grande habilidade de causar dor e sofrimentos naqueles que estão ao seu redor.

sábado, janeiro 22, 2011

Propagandas cretinas

Tirei uma folguinha aqui do blog.
Fui pra praia ficar uma semana lá, tentando pegar uma cor (falhei miseravelmente) e tomando picadas de borrachudos (Achievement Unlocked).

Então nem tive como atualizar o blog essa semana. Fiquei totalmente desligado de meios de comunicação nesse período de 5 dias.

sábado, janeiro 15, 2011

Kira e eu: parte 1



Nunca tive muita sorte com bichinhos de estimação.

Eu devia ter uns 6 anos quando tive minha primeira cachorra. Uma vira-lata (daquelas bem genéricas, com pêlo branco e manchas marrons) chamada Petúnia. Realmente, não lembro tanta coisa sobre ela, só que ela sabia vários truques, tipo sentar, rolar, fingir de morto.

sábado, janeiro 08, 2011

Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots: “I’m no hero”


Vou admitir uma coisa: eu odiava Metal Gear Solid.

Calma, calma, calma! Não precisa me bater... Ainda.

Acontece que eu não havia jogado nenhum dos jogos, apesar de ter um PSOne e o PS2. Só fui jogar o Metal Gear Solid (o primeirão) ano retrasado. E devo dizer que o jogo não envelheceu muito bem.

quinta-feira, janeiro 06, 2011

Inversão de valores?


E aí, pessoal? Como começou o ano de vocês?
...
O meu começou bem também. Obrigado por perguntar.
Hoje estou sem criatividade para enrolar, então vou direto ao texto...