Desocupados que passaram por aqui

sexta-feira, novembro 12, 2010

As aventuras de Cão no incrível mundo das eleições: The aftermatch


E é isso aí.

To meio atrasado com o texto (oras, já faz algumas semanas que foi o segundo turno), mas eu não podia deixar de detalhar mais um pouco das minhas aventuras na festa da democracia.


Aliás, o problema é que não aconteceu muita coisa...

Praticamente não aconteceu NAADA!


Mas calma aí que já chego lá...





Na quarta feira, dia..ahm..sei lá... Na quarta feira antes das eleições..


Bem..

Que seja..


No dia em questão, lá estava eu saindo feliz e saltitante da faculdade. Afinal eu teria um baita feriado prolongado devido ao combo “finados + diadofuncionáriopúblico”. SEIS DIAS de barriga pro ar.

Mas claro que o universo guarda muitas reviravoltas pra mim, e então lembrei que haveria segundo turno justamente no domingo, no meio do meu mega-feriado, e que meu dever cívico ainda estava de pé.



Por isso, domingo, querendo eu ou não, lá eu estava de pé novamente às 5 da manhã, para mais um gratificante dia de trabalho.



Chegando lá cedinho, descubro que meu grupo sofreu um desfalque. Uma das meninas que trabalhava comigo não foi convocada para o segundo turno. Poooxa vida.. Cooooitadinha...

E também descobri que o presidente da seção ao lado da minha era um cara chato..

Mas beeeeem chato. Do nível de que eu, sendo chato, achei ele ainda mais chato. Sabe aquele cara que aparece num lugar aleatoriamente de 15 em 15 minutos pra fazer alguma piada idiota, ou aquelas brincadeiras do tipo que você quando tinha 13 anos já achava idiota?


Bem por aí. No nível "É pavê, ou pá cumê?"


E ele começou a contagiar as pessoas. Quando eu menos esperava BAM! Ele já tava com um grupo de 4 seguidores andando pra lá e pra cá infernizando a vida das pessoas.
BAM! Eles entravam dançando na sala..
BAM! Eles estavam correndo pelos corredores..
BAM! Eles estavam rindo forçadamente das suas próprias piadas..

AAARG!


Mas sobrevivi... Acho que o fato de eu ter meu “quê” de chatice me tornou imune a esse tipo de coisa.


Agora sobre o trabalho.

Lembra que eu falei que no primeiro turno eu dificilmente fiquei sem ter o que fazer? Que toda hora ia gente lá, mas não o suficiente pra lotar, e não poucos pra eu ficar entediado?


Dessa vez num teve dessa não. Pelo o visto não fui só eu que não curtiu muito a idéia de perder o feriado por causa das eleições. De 300 pessoas da minha seção, mais de 100 não compareceram. E isso é um bocado. E a maior parte do pessoal veio antes da metade do dia. Resumo da ópera: assim que eu voltei do almoço, não apareceu mais quase ninguém pra votar.

E fui obrigado a ficar lá, sentado, olhando pro teto e temendo quando seria a próxima visita d’O Chato.


Pra ilustrar como pouca gente foi votar, a maior parte das pessoas que chegavam lá não iam votar, mas sim ir justificar (que, para quem não sabe, é pra assinar um papel falando que você não votou por que tava em outra cidade.. ou etc). De fato, a única sala que fez fila foi a de justificativa.

E uma outra sala que quebrou a urna. Que não foi a minha.


De novo, perdi a única emoção do dia.

Pelo menos dessa vez os vinte reais do almoço chegaram mais cedo. E também recebemos um sanduíche, uma banana, e um refri genérico, de uma fonte duvidosa. Não tive coragem de comer essa bagaça. “Não, obrigado... Acabei de almoçar *sorriso sem-graça +barriga roncando*”.



Agora aos fatos “engraçados”:


- tinha uma mulher chamada Valderrama. VALDERRAMA!! Manja? Aquele do jogo do Nintendo 64? Com uma baita juba? Awesome, huh?

-uma mulher foi mostrar a urna pro filho enquanto votava, aí ela pediu pro moleque apertar “confirma”, o que ele respondeu com um “Eca, mãe. Mas você vai votar no Serra?”...”É, filho..”... “Mas... O SERRA?”

-apareceu um cara bêbado montado num cavalo, lá do lado de fora, ele entrou bem loucaço, quase arrancando a roupa, e teve que ser arrastado desmaiado...


Ta.. essa última parte eu inventei.

Como podem ver, não houve muitas emoções.


E eu nem reencontrei a mulher que parecia a Phoebe.


E é isso aí, guys and gals.

O segundo turno conseguiu ser ainda pior do que o primeiro.

E pra coroar agora temos uma nova presidenta..presidente...ahm..pessoa no poder...coisa..


Bla!

Vou admitir e dizer que pra mim tanto faz como tanto fez quem ganhasse essa peleja.

Pra mim, presidente é que nem o Douglas Adams diz na sua obra prima (*cof cof* Guia do mochileiro das Galáxias): o presidente só serve pra chamar a atenção do povo e distraí-los daqueles que realmente exercem o poder.


Ta. Não acho tão assim. Só li esse livro semana passada e precisava fazer uma referência a ele, principalmente num texto sobre política.

Desculpem minha licença cômica.






Tenham um péssimo dia, assim como todos os meus são...
*momento Marvin*





*cof cof*
CAAAHAAAM!!


Tenham um bom dia!

4 comentários:

  1. Quero ser feliz eternamente hsauhsua

    ;* (MaHh)

    ResponderExcluir
  2. Que merda hein velho?

    Veja o lado bom: pelo menos já acabou e dificilmente você vai ser convocado de novo na sua vida.

    ResponderExcluir
  3. ahm..na verdade...axo q daqui a dois anos vou ser chamado com certeza..

    mas beleza...

    ta longe ainda

    ResponderExcluir
  4. Bah, deve ser um saco ser convocado.

    Uma dica: a próxima vez que for convocado, de um tiro em alguém do lado de um policial, tu sera preso e tera uma desculpa para faltar o dia das eleições.

    ResponderExcluir