Desocupados que passaram por aqui

sábado, fevereiro 06, 2010

10 histórias que me dão dor de cabeça



...E o pior é que não é só Evangelion que faz meu cérebro virar um Milk shake toda vez que eu tento acompanhar a história..

Há muitos outros animes/jogos/filmes/livros que fazem o mesmo...

E alguns ainda são piores.

E hoje, vou listar algumas dessas histórias que me causam um aneurisma.

Sim sim... é a primeira vez que eu não vou me prender a uma só análise... minha primeira lista...

...

...

QUE EMOÇÃO!!

Comecemos então:



Neon Genesis Evangelion


Preciso falar mais alguma coisa?

Por ter passado o milênio e ninguem entende ainda a história, eu menciono novamente essa obra prima aclamada.

e, sim...eu reaproveitei a imagem do ultimo texto..

Air Gear


Esse daqui é estranho..

A história não é complicada.

Tudo gira em torno de Ikki, um “chefe de gangue” que, após perder uma briga (feiamente..com direito a ter as calças arriadas e... ser judiado) para uma gangue de “patinadores” (patins maneiros, diga-se de passagem..que possibilitam saltos incríveis e manobras extraordinárias, além de possuir um incrível poder bélico – qualquer coisa no Japão pode virar uma arma mortal...desde piões e cartas a até um vídeo game), decide criar seu próprio time e começa a competir.

Simples não?

Por favor..me diga que é realmente simples...

Acontece que o mangaka (que atende pela alcunha de Oh!Great) viaja muuuuito no desenvolvimento da história. Ao que parece, cada dia que ele vai escrever um capitulo novo ele tem uma nova idéia pro enredo e resolve mudar tudo. Há tantas reviravoltas, mudanças de lado e batalhas e competições malucas, que você acaba sem saber quem é quem contra gripe (como diria minha sábia mãezinha).

O manga é bom (o anime nem tanto), mas, devido ao grande número de “Vai-e-vens”, você acaba se perdendo na história.

Mas, afinal, quem precisa entender um história?

Né, GAINAX?!?!

Final Fantasy XII


Não, não não!

Esse não é um jogo ruim.

Acontece que a história dele me confunde.

Não pela sua complexidade (quase nula), e sim pelo o fato de ela ser “diluída”.

Acontece que o jogo é muuuuito grande, e, pelo menos até onde eu joguei, a história não avança muito.

Você acaba passando muito tempo zanzando por aí fazendo as famosas “side quests”, evoluindo, ou simplesmente chegando ao próximo destino, e acaba esquecendo a história.

E, pra piorar, e história envolve esquemas políticos e essas coisas complicadas.

E, segundo minha (nem tão) humilde opinião, só tem uma coisa mais complicada que política:
Viagem no tempo.

Chrono Trigger


É, eu vivia em uma caverna na época do Super Nintendo e perdi esse clássico. Eu só tinha um Master System... e um Odissey... que eu me pergunto se realmente existia..

Nunca joguei, mas isso não impede que eu conheça a história.

...

Tá, vai.. só sei uma coisa: envolve viagem no tempo.

E isso sempre me confunde... Se alguém vota ao passado pra consertar algo, quer dizer que no futuro (ou presente..sei lá) esse motivo não existira mais. Sem motivo, a pessoa não voltaria ao passado, e não arrumaria o que aconteceu, logo...tudo fica na mesma.. Ai ele voltaria para o passado pra mudar aquilo de novo...que ele já mudou num outro futuro..presente..., acabando com a necessidade de ele voltar no tempo pra consertar aquilo que ele já tinha consertado mas não consertou e que agora vai ter que consertar de novo...e se ele fizer besteira no passado, o futuro vai ser diferente..e se o futuro, que também é o presente, for diferente, como saber que ele conseguiria voltar no tempo pra mudá-lo? AAAAAAAAAAAARGH!


Desculpem, mas... eu prefiro ficar só com 3 dimensões mesmo..

The Legend of Zelda


Tá aí uma série confusa.

Há tantos jogos dessa série, que confusão é o que não falta..

Afinal... os jogos tem ou não ligação?

É difícil achar uma ordem cronológica nos games, e pra piorar, em alguns mencionam outros, o que te faz pensar que esses outros se passaram antes. Mas isso não faz sentido!

Por acaso o Link é uma entidade que reencarna a cada sei-lá quantos anos pra combater o mal?

Ele é a Saori agora?

Sei lá...

E ainda não entendi no Ocarina Of Time como derrotar o Gannon no futuro impediria que ele fizesse todo o estrago no passado (ahm..ou presente...)...

E o Majora’s Mask, que supostamente se passa depois do OoT, mas na verdade seria no “meio”, já que no MM o Link está jovem. E como ele pode estar jovem se quando ele pega a espada ele fica dormindo até virar adulto? E nem vou começar a mencionar o vai-e-vem temporal...

Ai..minhas artérias...

Matrix


Ok...

No distante ano de 2000, duvido que alguém tenha entendido essa birosca de primeira. Eu não conseguia entender o que tchongas estava acontecendo, o que era o mundo real, o que era a matrix, quem era robô, quem era os agentes, o que diabos o Hugo Weaving tanto falava, quem sou eu, qual o nosso papel no universo...essas coisas..

Graças ao Olimpo os outros dois filmes e “Animatrix” explicaram muitas das minhas dúvidas...


Menos as duas últimas.

Clube da Luta


E a primeira regra do Clube da Luta é: Você não entenderá nada do Clube da Luta!

Eu só fui entender direito esse filme depois de assistir mais de 4 vezes e uns 5 anos depois da primeira vez que eu assisti ele. Tudo bem que geralmente eu não assistia o começo ou o fim, mas, mesmo assim, esse filme custou a fazer sentido na minha cabeça.

Aliás, esse filme é muito bom.

Vá assisti-lo, AGORA!

Mas assista umas 3 vezes seguidas...

Jogos de luta


Qual a primeira (e única) coisa que você espera ao jogar um jogo de luta?

QUE TENHA LUTAS, CLARO!

Você não espera um enredo RPGistico para um jogo cuja finalidade é travar combates mano-a-mano com dezenas de personagens.

O problema é quando fazem isso mesmo. Criam enredos super elaborados que ninguém nem sequer presta atenção.

E o pior: quase 99,9999% dos jogos de luta tem continuação! E em casos como The King of Fighters, Mortal Kombat e afins, geram toneladas de continuações! E cada continuação vai embolando mais o enredo, e aparecem jogos que não fazem parte da história principal, e acaba gerando quebras no contuno-espaço-temporal, como personagens mortos reaparecendo.

E, além do que, eu nunca entendi como, por exemplo, pra terminar uma guerra secular entre mundos (ou qualquer baboseira do gênero) o melhor método seja uma série de lutas 1X1, sendo que geralmente ocorrem lutas tipo bonzinho X bonzinho...

Ergo Proxy


Esse é um outro anime bem complicadinho.

Eu diria que é tão complicado quanto EVA.

Só que, ao contrário de EVA, esse daqui é bom, e revê-lo não se torna uma tortura.

Por isso não vou elaborar muito mais.



Já falei que mal eu só falo de EVA!

E tenho vontade de fazer um texto só pra esse anime...então segura a onda.

A Rebelião de Lúcifer

Esse é um livro que eu comecei a ler a pouco tempo (1 semana) e que já tá me dando um nó no cérebro.

Não pela história em si, já que até onde eu cheguei no livro ela não avançou muito, e sim pelo “universo” que o autor criou.

Ele passa umas boas páginas explicando o funcionamento dos mundos, universos, superuniversos, sistemas, a hierarquia dos anjos, divindades, entidades, misturando ficção científica com religião...


E o pior: ele faz isso de um jeito que fica parecendo plausível!







Bem... falei de filmes, livros, animes, mangas e jogos..

No caso dos 4 primeiros, tudo bem ter uma história complicada, já que é fácil rever tudo, parar um pouco, digerir a informação...

Já com jogo isso não é muito possível. Você até pode jogar eles de novo. Mas, concordemos que jogar mais de uma vez um jogo de mais 100 horas só pra entender uma ou outra coisa da história é um pouco de maluquice...

Por isso q eu gosto de jogos com histórias simples...

Bem simples... que nem a do próximo texto.

Tenham um bom dia!

9 comentários:

  1. vc ali falou bem ou mal de air gear??nunca entendo o q vc fala

    ResponderExcluir
  2. MUITO bom post Kaum!! o/

    Esse negócio de viagem no tempo éh dahora véio..

    MUITO confuso.. mas dahora.. =]

    ResponderExcluir
  3. Sóh pra entender um pouco (ow não, de certo) sobre a "viagem no tempo" no caso de Zelda..

    Na história o Link parece estar preso em um paradoxo de consistência, ow um loop causal..

    No Ocarina of Time mesmo, depois de lutar contra o Ganondorf a Zelda manda o Link pro passado. e quem zerou viu q a cena do final congela exatamente no momento q o Link se encontra com a Zelda no jardim. *nostalgia*


    Esse momento éh MUITO similar tbém ao momento em q eles se encontram pela 1ª vez no início do jogo.


    Então leva a crer q a história está fadada a se repetir novamente.. logo, ele estaria preso em um loop causal...

    */culturamodeoff]*

    ResponderExcluir
  4. pior q viagem no tempo soh um loop temporarl

    AAAAAAAAARG MEU CÉREBRO!!

    ResponderExcluir
  5. Cara, Blog muito bom. Parabéns pelo post!

    Só fui conhecer o Blog hoje, likei este Dia de Cão no meu Blog (jackodiario.blogspot.com).

    Se quiser de uma passada lá só pra ver se estou falando a verdade. XD

    ResponderExcluir
  6. "Só que, ao contrário de EVA, esse daqui é bom, e revê-lo não se torna uma tortura."

    EPIC WIN

    Cara, parece que os caras que criaram Evangelion meteram uma história mal contada e inconclusiva de propósito só pros fãs retardados montarem teorias sem porra nenhuma de base pra tentar juntar as pontas soltas.

    Sem falar naqueles personagens esteriotipados de anime, pqp!

    E a história de zelda já foi meio que explicada em umas entrevistas com o roteirista da série, e não tinha nada disso de loop temporal não.

    Excelente blog, BTW.

    E o clube da luta OWNA. Sem mais.

    ResponderExcluir
  7. huum..
    se eu tivesse visto essa entrevista com o roteirista de Zelda muitas dores de cabeça seriam poupadas..
    huahuahau

    ResponderExcluir
  8. ola, so novo por aqui, encontrei esse blog enquanto procurava na net alguem que tivesse tentado explicar a estoria do EVA, queria dizer q vc escreve bem e seria bem bacana se fizesse um post sobre Ergo Proxy.

    ResponderExcluir